Sexshop dobra faturamento aplicando Método 8Ps

Com as estratégias adquiridas com o Programa 8Ps, Sérgio Lins saiu de 40 mil reais negativos para 40 mil reais positivos em um ano, depois de participar de duas Imersões 8Ps. Hoje, o empresário faz parte do Legacy Society e perspectiva de crescimento é, segundo ele, alcançar seu primeiro milhão em breve. 

Em 2004, Sérgio Lins da Silva trabalhava vendendo computadores, mas quando os grandes mercados passaram a vender também, ele percebeu que teria de encontrar um novo nicho. Ao ver o anúncio de um sexshop, decidiu comprar. Hoje, depois de 15 anos, ele é proprietário da loja Ponto do Amor, com duas filiais localizadas na Zona Leste e Oeste de São Paulo.

Ao longo dos anos, Sérgio passou por muitos altos e baixos, chegando a abrir quatro lojas com um sócio – com quem desfez sociedade em 2011 -, e tentou um e-commerce que não funcionou. A loja já passou por momentos com muitas dívidas, o que o obrigou a fazer um cheque especial de 40 mil reais. Sua família e amigos lhe diziam para procurar outro nicho, por esse ser muito desafiador. “Nós não podíamos fazer anúncio no Facebook ou Instagram, inclusive, já tivemos contas banidas”, Sérgio conta. Apesar disso, ele não perdeu as esperanças e, em julho de 2018, por recomendações de alguns amigos, Sérgio decidiu ir à Imersão 8Ps – Turma 38.

O dono do sexshop não colocava muita fé na Imersão 8Ps por já ser formado em publicidade e achar que já sabia o que seria ensinado, mas não foi bem assim. “Eu pensava: será tudo orgânico, na nossa interação, não existe nada diferente disso”, confessa.

A Imersão 8Ps foi o grande diferencial para ele sair do negativo para o positivo em suas contas, chegando a 40 mil reais de faturamento – o que ele não havia conseguido sozinho. Por isso, o empresário voltou à Imersão 8Ps, Turma 42, em fevereiro de 2019, com sua esposa e, também, comprou o Legacy Society.

Sérgio Lins recebendo sua garrafinha e o troféu One Week Club de Conrado Adolpho

Método 8Ps: o diferencial em seu negócio

Como não podia fazer anúncios diretos em redes socias por causa do conteúdo, a solução que encontrou foi criar um perfil no Instagram promovendo conteúdo e usar isso como ponte para vender seus produtos. “Nós estamos tentando fazer uma estratégia de ponte: falar de um assunto relacionado ao tema e fazer uma ligação com o produto para vender”, Sérgio afirma. Ele ainda conta que, também, voltou a anunciar no Google Meu Negócio.

Além disso, algumas estratégias utilizadas do Método 8Ps foram as objeções, o preço-âncora, estratégias de relacionamento e um aumento da esteira de produtos. “Nós tínhamos duas grandes objeções: o preço – que resolvemos com a justificativa da variedade de âncora dos produtos -, e a objeção “eu não preciso disso”, a qual contornamos ao criar uma fantasia do desejo do produto na mente do cliente”, o empresário revela.

Outra estratégia importante para ele foi usar o Instagram (@pontodoamor) com cerca de 23 mil seguidores, combinado ao WhatsApp como funil, uma vez que ele não conseguiu abrir um e-commerce e usava a rede social para redirecionar a venda para o WhatsApp. “Às vezes o cliente nem vai à loja, ele recebe por WhatsApp um áudio, algumas fotos, escolhe o produto e nós mandamos o link de pagamento, assim, ele o recebe em casa”, conta. Sérgio ainda acrescenta: “Eu tenho um neon na frente da loja, as pessoas passam e não veem a loja. Elas, muitas vezes, falam que nos descobriu pelo Instagram ou Google”.

Consequências profissionais e pessoais

O proprietário da Ponto do Amor confessou que trabalhava devendo para fornecedor, com cheque especial, antecipando valor, além de ter muita dificuldade em aumentar seu ticket médio e encantar o cliente. Depois da Imersão 8Ps, seu maior resultado, além do faturamento de 39 mil reais, foi ver as 300 avaliações positivas sobre sua loja no Google. “Imagina para um cliente deixar uma avaliação no Google sobre um sexshop, colocar seu próprio nome e falar por quem foi atendido, ele tem que estar muito satisfeito com o atendimento e com o produto”, expressa Sérgio.

Três falas do Conrado fizeram Sérgio expandir e mudar seu modo de pensar. A primeira está relacionada com direcionar o foco muito mais a modelos de negócios, em vez da preocupação essencialmente técnica: “Não me faça uma pergunta sobre o que fazer no Facebook, me pergunte como a sua empresa pode faturar 10 milhões de reais”, Conrado Adolpho costuma dizer na Imersão 8Ps. Segundo Sérgio, foi a primeira vez que ele realmente pensou “Eu posso faturar 10 milhões de reais”. Ele complementa: “Foi muito louco isso e, agora, estamos buscando o primeiro milhão ainda este ano, mas eu penso em 2 milhões de reais no próximo ano, 5 milhões daqui um tempo, e ir sempre aumentando”, ele vislumbra.

A segunda frase que o marcou foi em uma live, quando Conrado afirmou que sua biblioteca é composta por 50% de livros de negócio e 50% de autodesenvolvimento. “Aí, foi quando eu pensei: tenho que trabalhar mais com isso, preciso investir nessa área, me autoconhecer e desenvolver, também, as pessoas que estão ao meu redor”, Sérgio lembra. E foi com esse pensamento, combinado à terceira fala de Conrado Adolpho  – sobre ter um parceiro que te acompanhe no crescimento e expansão de conhecimento (ou, como conceitua Conrado Adolpho, a “teoria dos elásticos”) – que Sérgio decidiu levar a esposa para as Imersões também, bem como torná-la parte do Legacy Society.

Sérgio Lins em sua loja Ponto do Amor

Legacy Society: busca por conhecimento

Sérgio conta que fazer parte do Legacy Society foi essencial para ele. “Eu entrei porque acredito muito no Conrado e com o Legacy consegui ver que poderia atuar em outros mercados, como fornecedor, ou até ter uma marca própria de Lingerie e de suplementos”, ele relatou.

Um dos cursos do Legacy Society que Sérgio mais gostou foi o EAG, pois ele se viu nas palavras do treinador, Marcelo Germano. “O empresário fica triste porque a empresa não cresce, ele passa a não gostar mais dela, a não ajudar a empresa e eu me vi nesses momentos” Sérgio se lembra.

Sérgio acabou comprando o Legacy Society para ele e para sua esposa, já fez duas imersões e segue buscando mais conhecimento. “Eu não tinha caixa nenhum ano passado quando fiz minha primeira Imersão 8Ps e, se me falassem que eu iria investir 100 mil reais no próximo ano, eu diria que era loucura”, Sérgio confessou. Hoje ele não apenas não se arrepende, como levou a busca por conhecimento como um dos maiores aprendizados do Programa 8Ps. “Depois de conhecer o Conrado Adolpho, eu aproveito todas as chances que eu tiver para monetizar, todas! Antes, eu acho que meu pensamento era bem limitado nessa parte”, conclui. 

Para além do seu negócio, Sérgio Lins já começou a dar palestras de marketing em instituições de renome, como na Universidade Anhembi Morumbi, onde se formou: “Eu fui chamado na faculdade onde me formei, fiquei muito feliz porque não imaginava ser convidado por um dos meus professores para palestrar para os estudantes de marketing sobre a técnica do InstaZap”, relata.

Powered by Rock Convert

Veja Também...

Clínica odontológica aumenta ainda mais o faturamento em 271% um ano após a Imersão 8Ps

Empresa de treinamento de vendas totaliza 100 mil de faturamento em menos de um ano após Imersão 8Ps

Mesmo com baixa expectativa, empresária de tarot aplica Método 8Ps e aumenta 600% o seu faturamento

Loja de vestidos de festa infantil aumenta 270% seu faturamento com estratégias 8Ps

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *